Categoria fez ato nesta sexta-feira (5) no Centro de Rio Branco. Governo diz que vai se pronunciar posteriormente.

Mais de 80 engenheiros realizaram, nesta sexta-feira (5), um ato no Centro de Rio Branco para cobrar a atualização da lei que trata sobre o salário da categoria. Segundo o presidente do Sindicato dos Engenheiros do Acre (Senge-AC), João de Deus Oliveira, desde 2014 eles estão sem reajuste salarial.

G1 entrou em contato com o governo do estado e foi informado de que vai se pronunciar posteriormente sobre o caso.

Oliveira afirma que o grupo estava em processo de negociação com o governo há um tempo, porém, as conversas foram encerradas sem que houvesse uma conclusão. De acordo com ele, o reajuste não chegaria a 1% de impacto na folha de pagamentos do estado.

“Nós estávamos em negociação com o governo do estado para atualizar a Lei do Engenheiro, e aí se parou essa conversa, não teve nenhuma conclusão. Fizemos cálculos do impacto na folha do estado, disseram que existe um relatório de prudência do Tribunal de Contas. A gente quer que seja negociado para 2018. Mas, não saiu essa negociação e nem se marcou nada”, afirmou Oliveira.

O grupo fez uma caminhada do Senadinho até a Casa Rosada para entregar uma carta de descontentamento ao governo.

“Queremos que essa negociação seja reaberta. A última atualização da lei foi em janeiro de 2014, desde lá não tivemos nenhum reajuste e isso tem que ser negociado de tempo em tempo. Nossa esperança é de que consigamos fazer esta negociação até a legislação eleitoral, porque isso não vai dar nem 1% de impacto na folha”, concluiu o presidente.

Por Iryá Rodrigues, G1 AC, Rio Branco
 

https://g1.globo.com/ac/acre/noticia/no-acre-engenheiros-reclamam-da-falta-de-atualizacao-em-salarios-ha-cerca-de-4-anos.ghtml